fbpx Skip to main content

Você sabia que aprender chinês também é uma imersão emocional e social?

No video a professora Verena Veludo explica como desenvolver essas habilidades aprendendo chinês:

 

O aprendizado de língua chinesa exige não só habilidades cognitivas, mas também competências socioemocionais.  O domínio do idioma chinês requer uma sensibilidade emocional para discernir o conteúdo e a intenção comunicativa.

Com sua estrutura tonal e sua escrita, o idioma exige mais do que habilidades cognitivas – requer competências socioemocionais. Isso quer dizer que além de entender as palavras em chinês, precisamos captar as nuances emocionais e culturais que permeiam esta língua.

A imersão na cultura chinesa estimula empatia por valores, normas sociais e expressões emocionais. Por isso, além de aprimorar habilidades linguísticas, o curso de chinês do Instituto Confúcio na Unesp desenvolve habilidades socioemocionais essenciais. 

Colabore em atividades de grupo, pratique diálogos e participe de eventos culturais para promover uma comunicação mais eficaz, cultivar habilidades socioemocionais e respeitar a diversidade cultural.

Quero escolher meu curso

Bora falar chinês e ter mais inteligência emocional?